Fisting – Um Guia Completo para Iniciantes

0
660

As pessoas podem ter receio em colocar grandes coisas dentro de suas vaginas ou ânus, e com razão. A idéia de colocar um vibrador gigante , um pênis grande ou até mesmo uma mão inteira dentro de você pode ser intimidante. O fisting, em particular, parece estar envolto em um tipo único de tabu, o que é lamentável – se as pessoas soubessem mais sobre a prática sexual, mais pessoas o participariam seriam capazes de apreciá-la. Se a ideia de fisting é intrigante para você, não há razão para deixar que o medo ou a negatividade sexual o impeçam de testá-lo. Você só precisa aprender exatamente o que isso implica e como se preparar para isso. (Dica: Use muito lubrificante.)

O que é Fisting?

Fisting refere-se a uma mão inteira sendo inserida em um orifício. Embora muitas vezes associado com vaginas, também é feito em ânus (o que requer muito lubrificante extra e preparação).

“Fisting tende a ser visto como uma prática sexual mais extrema por alguns, mas pode ser comum em outras comunidades”.

E enquanto as pessoas positivas em relação ao sexo em geral não julgam o fisting, elas tendem a ser mais comumente praticado em círculos fechados.

Por que as pessoas praticam fisting?

Quando feito corretamente, o fisting pode ser muito bom. O punho dá uma sensação inigualável de plenitude. Com a mão inteira dentro de um buraco, você pode ter muito mais estimulos ao mesmo tempo. Muitas pessoas gostam da experiência psicológica de estar “aberta”. Além disso, o fisting pode ser uma experiência incrivelmente íntima para ambos os parceiros. Ver sua mão inteira dentro de seu parceiro e sentir o calor e a força de seu corpo por dentro é algo que muitas pessoas gostam. Esta é uma forma de penetração que permite contato visual, se desejado, e que permite que o doador esteja completamente presente no prazer do receptor.

Por que isso assusta algumas pessoas?

Infelizmente, muitas pessoas foram ensinadas pela sociedade que as vaginas podem se alargar para sempre se coisas grandes demais forem colocadas nelas. Isso levou à noção sexual negativa e misógina de “mulheres largas” (também conhecidas como “mulheres que são fáceis e fazem sexo com frequência”, como diz Urban Dictionary).
A boa notícia é que essa conclusão problemática não é apenas falsa, mas é baseada em um mito: o tecido vaginal é feito para alongar e retornar à sua forma e tamanho regulares (na maioria das vezes), uma vez que é projetado para ajudar no parto.
Portanto, desde que você esteja atento ao seu corpo e fazendo uma preparação adequada e usando lubrificante suficiente, você pode desfrutar do fisting, e sua vagina deve contrair novamente ao termino da prática.Quanto à negatividade sexual e sexismo que alimenta o preconceito contra o fisting? Isso provavelmente levará tempo para ser consertado, mas estudos sugerem que a sociedade está cada vez mais aceitando uma gama mais ampla de comportamentos sexuais a cada ano, então leve isso para o que vale a pena.

Como devo proceder para tentar?

O fisting seguro requer paciência, prática, comunicação e, sim, muito lubrificante. Não importa o seu sexo ou o buraco que você está usando, certifique-se de ir mais devagar do que você acha que precisa, e usar mais lubrificante do que você acha que precisa.Os lubrificantes mais espessos à base de silicone tendem a funcionar melhor, já que os lubrificantes à base de água podem ser pegajosos. Usar luvas de látex (as pretas podem ser mais sexy) também pode facilitar o fisting, pois elas evitam que o lubrificante se absorva na pele da mão e o ajudam a deslizar mais suavemente.Se você e seu parceiro estiverem tentando fisting (e você já falou sobre isso ), tente começar com um dedo e vá subindo. Pode ser útil para o parceiro receptor respirar fundo enquanto estiver sendo penetrado. Se o parceiro receptor sentir desconforto a qualquer momento, recue e faça uma pausa. Depois de aquecer o orifício começando com um dedo e adicionando mais, você pode passar para o punho fazendo com que o parceiro crie uma “forma de pato” com os dedos (ou seja: os dedos estão retos e pressionados juntos, como o bico de um pato) Eles devem mover-se lentamente e em conjunto com as respirações do parceiro receptor, e se o orifício estiver pronto e disposto, eles podem criar um punho real com a mão (fechando a “boca do pato”) e empurrando a mão para dentro e para fora em um ritmo mais rápido. Novamente, mantenha a comunicação para se certificar de que está confortável o tempo todo.Quanto a remover o punho completamente,  pode ser mais difícil do que a inserção inicial. Em vez de respirar fundo,  sugiro simular tosse durante a remoção do punho. Isso fará com que os músculos ajudem a empurrar o punho para fora do corpo. A remoção é o momento mais provável de ferir o cerco, por isso a tosse ajuda o corpo a trabalhar com você, e não contra você.”

Dicas para o Fisting seguro!

1. Nem todo mundo será capaz praticar.

Um estudo revelou que apenas metade dos parceiros foram capazes de receber um punho total, sua anatomia não conseguiu acomodar uma mão inteira. Dito isso, esses parceiros ficaram exitados em experimentar, quer tivessem ou não experiência anterior, por isso há maneiras de contornar essa questão do corpo como.

2. Prepare-se para  usar todo o lubrificante possível. 

Lubrificante para pratica de fisting
Lubrificante para pratica de fisting

Mesmo que você pense que colocou lubrificante suficiente na sua mão e na genitália de seu parceiro, aplique mais. O uso de um lubrificante de silicone é muito mais fino que o lubrificante à base de água e é grosso o suficiente para o fisting. Lembre-se de certificar que sua parceira está relaxada e pronta para experimentar, porque o fisting “definitivamente não é algo para tentar durante uma rapidinha na hora do almoço”, em parte porque também pode ser super confuso. O que me leva ao meu próximo ponto …

3. Você vai querer usar uma toalhas porque está prestes a se molhar.

Como precaução, você pode querer arranjar algumas toalhas para colocar na cama de antemão, porque com todo o lubrificante que você vai usar, as chances de que ele vaze por todos os seus lençóis são realmente muito grandes. Melhor seguro e seco que molhado e arrependido. 

4. Conversa real: Apare as unhas. 

Se você é a fister, tenha certeza de que suas unhas são curtas, arredondadas, e lixadas, e suas mãos estão limpas e sem cortes, escoriações, bordas ásperas e esmalte de unha. 

Você também pode usar luvas de látex, se realmente não quiser cortar as unhas, sempre pode enrolar as pontas dos dedos em gaze médica ou enfiar as pontas das luvas com bolas de algodão para “acolchoá-las”. Basicamente, usar a luva é uma medida de segurança adicional e reduz o risco de arranhar acidentalmente o seu parceiro internamente e também faz o lubrificante durar mais tempo.  

5. Não use géis anestésicos! 

Muitos lubrificantes anal têm agentes anestésicos neles, mas é uma ideia horrível usá-los, particularmente com brincadeiras vaginais, porque pode impedir o receptor de estar ciente de que algo não está indo bem para eles ou é doloroso. A pessoa que está sendo penetrada deve sempre ser capaz de sentir tudo para que possa parar se algo se tornar desconfortável, por isso pule fuja de géis anestésicos. 

6. Comunique-se a cada passo, especialmente se você é iniciante.

Se você está sendo penetrada e se sente ótima, diga ao seu parceiro, e o mesmo vale para qualquer coisa que dói ou é desconfortável. Recomenda-se ter uma palavra segura, já que o fisting pode ser tão intenso, então é bom saber que você tem as linhas de comunicação tão abertas quanto, bem, sua vagina é quando tem um punho dentro dela. 

7. Certifique-se de que seu parceiro esteja tão excitado quanto possível. 

Definitivamente não é um ato sexual em que você quer se apressar em preliminares, então leve seu tempo, e use brinquedos menores ou apenas alguns dedos para deixá-los molhados e excitados. Basicamente, quanto mais ela fica excitada, maior, mais larga e mais úmida ela se torna, o que tornará muito mais fácil colocar todo o seu punho dentro dela quando chegar a esse ponto. 

8. Adicione um dedo de cada vez como camadas de um bolo.

Experimente ir colocando um dedo de cada vez, um em cima do outro até que ela consiga acomodar confortavelmente quatro dos seus dedos. Então, você pode começar a mover o polegar para a posição de criar um “bico” com os dedos e o polegar.

Isso permite que a mão seja afunilada, mais fácil para inserir lentamente ao seu parceiro. Esse ponto, é apenas para passar os nós dos dedos, porque então o seu punho inteiro se formará naturalmente quando você estiver dentro. 

9. Use suas juntas como se fossem parte do brinquedo sexual que é sua mão.

Muitas vezes pode ser difícil passar os nós dos dedos quando os está inserindo, mas, quando o fizer, você pode usá-los para balançar para frente e para trás e pressionar a parte interna do clitóris. Você também pode brincar na borda da abertura vaginal, trazendo as juntas para dentro e para fora, o que é a sensação favorita de fisting da maioria dos praticantes.

10. Quantas coisas você pode fazer enquanto estiver fisting? Tantas coisas. 

Agora que você está dentro do seu parceiro, experimente girar o pulso suavemente, fazendo pequenos movimentos com os dedos e balançando os nós dos dedos para cima e para baixo, como mencionado anteriormente, e sinta-se à vontade para reaplicar o lubrificante quando precisar. 

11. A pessoa que acaba de ser penetrada pode acabar se sentindo como se sua vagina tivesse acabado de correr uma maratona.

Depois de ter sido penetrada, é possível que sua vagina vai ficar incrivelmente sensível e  pode até mesmo ser um pouco dolorido por um dia ou dois depois. 

Usar bastante lubrificante, ir devagar durante o ato sexual e beber muita água sempre ajuda a aliviar o desconforto, mas isso ainda pode acontecer. 

Você também pode ver um pouco de sangue dependendo de quão vigoroso o sexo for, ou se a pessoa está em terapia de reposição hormonal (que pode mudar a delicadeza do tecido para algumas pessoas), mas deve parar. As lesões de fisting são muito raras (embora ter extremo cuidado se a pessoa que você está fisting teve uma histerectomia completa ou vaginoplastia), mas se você continuar a sangrar mesmo se for apenas um gotejamento regular, procure um médico assim que possível.  

12. Faça o que fizer, vá devagar quando sair da sua parceira. 

As pessoas que nunca fizeram antes tendem a querer arrancar o punho do corpo do parceiro logo após terem orgasmo, mas é super surpreendente e muito doloroso para a pessoa que você acabou de penetrar. Recomenda-se apenas ficar imóvel e, em seguida, massageando o exterior de sua vagina com a outra mão para relaxar os músculos, enquanto você trabalha devagar e com cuidado a outra mão. Você também pode dar ao seu parceiro um vibrador para usá-lo para distraí-lo do que poderia ser um doloroso cenário de remoção, transformando-o no que o fisting deveria ser em geral, o que é super divertido e incrível. 

“Com amor e lubrificação suficientes, tudo é possível – incluindo encaixar uma mão inteira na sua vagina (sem destruí-la).”

Share Button